Cursos pós Congresso

CURSOS NO ENAM/ENACS – todos os cursos têm 4 horas de duração

Dia 04/12 Manhã (8 às 12h) | Tarde (13.30 às 17.30)

Valor do investimento: R$ 100,00 para cada curso de 4 horas (os cursos M5 e T5 são gratuitos, sendo que a confirmação no curso escolhido (M5 e/ou T5) se dará apenas com o pagamento da inscrição no evento, sujeito à disponibilidade de vagas.

Curso

Coordenador(a)

Facilitador(es)

Ementa

Capacidade

M1

ENANI – Operacionalização e interpretação dos NOVOS Indicadores de Aleitamento Materno propostos pela OMS em 2021

Cristiano Boccolini - Fiocruz

 

Nadya Helena Alves dos Santos; Letícia Barroso Vertulli Carneiro; Maiara Brusco de Freitas; Paula Normando dos Reis Costa; Raquel Machado Schincaglia

Apresentar os novos indicadores de aleitamento materno propostos pela OMS 2021, problematizando sua construção, interpretação e limitações.

5 a 30

M2

Atualidades no manejo do aleitamento materno

MARIA BEATRIZ REINERT DO NASCIMENTO

Maria Beatriz Reinert Nascimento; Kelly Pereira Coca; Ana Luiza Velloso da Paz Matos

Discutir alguns temas em amamentação, apresentando pesquisas recentes, na tentativa de resolver problemas comuns, tornando o profissional mais eficaz na assistência às famílias durante o processo de amamentar.

10 a 100

M3

Inovações internacionais da Iniciativa Hospital Amigo da Criança - IHAC 2021

 

Marina Ferreira Rea - IBFAN

Marina Ferreira Rea; Evangelia Atherino dos Santos; Miriam Santos

Apresentar um histórico dos 30 anos da IHAC. Informar as modificações havidas na IHAC em 2021. Discutir os novos paradigmas de capacitação a partir das modificações internacionais. Divulgar os materiais disponíveis e problematizar a adaptação no país.

10 a 40

M4

Promoção e proteção da comida de criança: da teoria à prática

 

Maria Birman - Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável

Dyanara Oliveira; Fernanda Mainier; Iolanda Santos; Isabela Gaspar da Silva; Maria Birman; Mariana Kraemer; Silvia Cristina Farias

Organizado pelo Grupo Temático Comida de Criança da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável, o curso visa a oportunizar reflexões e compartilhamento de experiências sobre medidas e práticas de promoção e proteção do aleitamento materno e da alimentação complementar saudável.

10 a 30

M5

Mulher Trabalhadora que amamenta - proteção legal e sala de apoio à amamentação

Renara Guedes Araújo – COCAM/MS

Renara Guedes Araújo; Luciano Borges Santiago; Vanessa Martinhago Borges Fernandes

A ação Mulher Trabalhadora que Amamenta. A proteção legal do aleitamento materno no retorno ao trabalho. Amamentação e evidências científicas sobre a Mulher Trabalhadora que Amamenta.

15 a 50

M6

Habilidades de comunicação em amamentação: desafios do aconselhamento na atuação virtual

Honorina de Almeida

 

Honorina de Almeida; Tiemi Yoshida; Cristina Santos da Silva; Maíra Scombatti

Curso teórico prático com atividades conjuntas e em grupos: (i) O que é comunicação - o que é comunicação virtual. Habilidades de aconselhamento em amamentação: Escutar e compreender - confiança e apoio. (ii) É possível usar as habilidades aconselhamento e ser empático virtualmente? (iii) A comunicação presencial x A comunicação virtual - a distância: barreira ou fator de quebra de barreira? O que é importante observar em um diálogo a distância? Quais os desafios? (iv) Exercícios das habilidades através da reflexão de leitura de texto, vídeo e casos clínicos.

20 a 36

 

 

 

 

 

 

T1

NBCAL – como fazer valer a Lei

Luciana da Silva Sampaio Jorge

Luciana da Silva Sampaio Jorge; Enilce de Oliveira Fonseca Sally; Fabíola Figueiredo Nejar

Sensibilizar e informar profissionais de saúde acerca de influência do marketing de substitutos do leite materno no desmame precoce e a importância da proteção legal do Aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças menores de 2 anos, através do monitoramento da legislação vigente - NBCAL - Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças de Primeira Infância.

20 a 50

T2

Políticas informadas por evidências em aleitamento materno e alimentação complementar

Tereza Setsuko Toma

Tereza Setsuko Toma

Apresentar os conceitos de tradução do conhecimento e de políticas informadas por evidências, os tipos de estudos que têm sido produzidos, e a metodologia para desenvolvimento de sínteses de evidências para políticas.

10 a 50

T3

Manejo do aleitamento materno e da alimentação complementar nas alergias alimentares

Fernanda Mainier – Alergia Alimentar Brasil e Põe no Rótulo

Fernanda Mainier; Cecilia Cury; Raquel Bicudo Mendonça; Roseane Rebelo

Discutir, por meio da apresentação de conteúdo teórico e casos práticos, do manejo do aleitamento materno e da alimentação complementar nos casos em que há a suspeita ou diagnóstico de alergias alimentares.

10 a 50

T4

Amamentação: feminismo, negritude e pessoas LGBTQIA+

Marcus Renato de Carvalho – Aleitamento.com

Fernanda Lopes Sanchez Derballe (Fe Lopes); Alessandra Marcuz de Souza Campos; Laura Lino Mendes da Cruz

Pensar a amamentação sob uma perspectiva crítica de raça, gênero, sexualidade e classe social e de que forma essas relações interagem entre si e se expressam na prática profissional e no campo de pesquisa do aleitamento materno.

Provocar reflexões para uma prática profissional não homotransfóbica, antirracista e não patriarcal.

5 a 50

T5

Revendo a Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil – EAAB em tempos de pandemia

Sonia Isoyama Venâncio – Instituto de Saúde - SP

Sonia Isoyama Venâncio; Mayara Kelly Pereira Ramos; Gláubia Rocha B. Relvas; Daiane de Sousa Melo

A importância da EAAB em tempos de pandemia da Covid-19. Referenciais teóricos da EAAB. Mudanças no processo de implementação da EAAB no contexto da pandemia de covid-19. Como fazer o monitoramento da implementação da EAAB.

10 a 50

T6

Novidades da Rede de Banco de Leite

Danielle Aparecida Silva – IFF/Fiocruz

Daniele Aparecida; Mariana Simões

Banco de Leite Humano no Contexto da Saúde Pública: do local ao Global. Segurança Alimentar e Nutricional na Atenção a Recém-Nascidos e Lactentes. Microbioma do leite humano e sua importância para recém-nascidos – nascidos gravemente enfermos. Leite Humano – Qualidade e Controle. Boas Práticas para Coleta, Transporte, Processamento, Controle de Qualidade e Distribuição do Leite Humano como Recurso Terapêutico.

10 a 50